Principais vestibulares do Brasil: tudo que você precisa saber sobre eles

09/04/2019 10:56

Principais vestibulares do Brasil: tudo que você precisa saber sobre eles
 

Existem outras formas de se ingressar em uma universidade além do ENEM, você sabia? Sim, é fato que o Exame Nacional do Ensino Médio se transformou na maior prova do país — mas ele não está sozinho!

Neste post, você vai conhecer quais sãos os principais vestibulares do Brasil, entender suas diferenças, data das provas e saber como anda a concorrência. Além disso, traremos também algumas dicas para se preparar e garantir a vaga na lista dos aprovados!

Quais são os principais vestibulares do Brasil?

Os vestibulares mais procurados pelos estudantes são o ENEM, o da USP, da Unicamp, da Unesp, da UFRJ, da UFSC, da UFPR e os vestibulares militares, como o ITA e o IME. Vamos conhecê-los?

ENEM

Não dá para começar uma lista de vestibulares sem que ele esteja no topo. Criado em 1998, com o objetivo de avaliar o andamento do Ensino Médio no Brasil, o ENEM se transformou na maneira mais versátil de entrar em uma universidade.

Pare para pensar: quando seus pais tentaram vestibular, eles precisaram fazer uma lista de lugares que os interessavam, pagar várias taxas e torcer para nenhuma data de prova coincidir. Hoje, com apenas uma prova, é possível ter acesso às melhores instituições de Ensino Superior do país.

São 4 provas de 45 questões e uma redação divididas em 2 dias (desde 2017, não mais um fim de semana, mas, sim, 2 domingos). Outro ponto interessante é que, para chegar à nota final, não basta somar as questões certas. Isso porque o critério adotado pelo MEC é o de Teoria de Resposta ao Item (TRI), que busca avaliar quanto o estudante sabe em vez de quantas perguntas é capaz de acertar.

A prova, como um todo, valoriza mais a interpretação que simplesmente o conteúdo. São questões longas e densas, que colocam o foco e a calma dos vestibulando em jogo.

Fuvest

Se o ENEM é o maior dos vestibulares, a Fuvest ganha o título de mais tradicional. Além de ser a principal porta de entrada para a USP, considerada uma das melhores universidades do Brasil, ela mantém uma estrutura clássica, voltada para conteúdos das disciplinas cobrados separadamente, em sua maioria.

São 2 fases: a primeira é de múltipla escolha, com 90 questões a serem resolvidas em 5 horas. A segunda consiste em 3 avaliações, sendo 10 questões de português e a redação no primeiro dia, além de 12 questões de 2 a 4 disciplinas, de acordo com a opção de curso. O número de questões é distribuído de acordo com a quantidade de matérias.

O conteúdo cobrado, como um todo, é bastante extenso e aprofundado, praticamente tudo o que se aprende no Ensino Médio. A prova também tem uma lista de obras de literatura de leitura obrigatória.

Unicamp

Para entrar em uma das mais conceituadas universidades do Brasil, é preciso fazer uma prova específica. O modelo de avaliação da Unicamp também é tradicional, mas com ênfase nos conteúdos mais importantes do Ensino Médio cobrados de forma mais contextualizada e abrangente.

A prova é dividida em 2 etapas. A primeira, de múltipla escolha, traz 90 questões com 4 opções de resposta (ENEM, Fuvest e Unesp apresentam 5 alternativas). As perguntas são divididas entre as seguintes disciplinas: Português e Literatura (13), Matemática (13), História (9), Geografia (9), Química (9), Biologia (9), Física (9) e Inglês (7). O exame também reserva 12 questões para conteúdos interdisciplinares, além de cobrar Filosofia junto às perguntas de História e Geografia.

Na segunda fase, são 3 dias consecutivos de provas dissertativas, com 6 questões para cada disciplina. Português, Literatura e Redação são cobrados no primeiro dia. Depois vem História, Geografia e Matemática e, no último dia, Física, Química e Biologia. As perguntas costumam ser bastante específicas e o quesito com maior peso é a capacidade de interpretação do candidato.

Unesp

Também muito disputado, o vestibular da Unesp traz questões com um nível um pouco menos complexo que Fuvest e Unicamp. A primeira etapa apresenta 90 questões, sendo 60 destas voltadas para conteúdos da área de Humanas (Português, Literatura, Inglês, Artes, Educação Física, História, Geografia, Sociologia e Filosofia) e 30 de Exatas (Biologia, Química, Física e Matemática).

A Unesp, tal como a Fuvest e Unicamp, também tem uma segunda fase. Mas o número de questões é maior! São 2 dias de prova, com 24 questões no primeiro (12 de Ciências Humanas e 12 de Ciências da Natureza e Matemática), e 12 perguntas de Linguagens e Códigos, além da redação no segundo dia. Vale lembrar que nessa fase também vão aparecer questões específicas de Filosofia, Sociologia e Inglês.

UFPR

Com um exame de questões objetivas, a prova de ingresso da Universidade Federal do Paraná é apenas a primeira etapa para do sistema de ingresso na faculdade.

A UFPR tem um processo seletivo dividido em 2 etapas. A primeira é semelhante ao ENEM, com uma prova de 90 questões e duração máxima de 5 horas e meia — podendo sair da sala de aplicação no mínimo 1 hora e meia depois de começada a avaliação.

Já a segunda fase do processo se baseia em uma prova de produção de textos, que dependendo da graduação de escolha, será acompanhada de até 2 provas específicas.

Portanto é necessário um preparo intensivo para esse exame. Isso porque, além de longo, ele apresenta um nível de dificuldade acima de muitos outros.

UFSC

A Universidade Federal de Santa Catarina é uma das maiores instituições federais da região sul do Brasil. Ela tem grande destaque em todo país, apresentando forte concorrência nas vagas de suas graduações.

Esse vestibular conta com 3 provas, diferenciando-se de boa parte dos demais,cada uma realizada em um dia. No primeiro, o vestibulando deverá responder a um total de 31 questões divididas em Português, Língua Estrangeira, Matemática e Biologia.

Já a segunda prova apresenta um total de 60 questões, divididas entre as seguintes matérias: Ciências Humanas, Geografia, História, Sociologia, Filosofia, Física e Química. Para finalizar, o vestibulando terá que realizar uma prova de redação no último dia.

UERJ

Caso você tenha o sonho de estudar na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, terá que enfrentar um processo seletivo dividido em 2 etapas. Nesse sentido, o estudante fará, na primeira etapa, um exame de 4 horas de duração, avaliando o conhecimento das áreas de Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática.

Para realizar a segunda etapa do processo seletivo, é necessário garantir uma nota A, B, C ou D no primeiro exame. Caso o vestibulando consiga passar para o segundo exame, ele vai se deparar com 3 provas discursivas, 1 de redação e outras 2 específicas da graduação escolhida.

UnB

A Universidade de Brasília, desde sua inauguração em 1962, sempre esteve classificada como uma das melhores do Brasil. O interesse dos estudantes é bem grande, gerando uma alta concorrência por suas vagas.

As provas da UnB são realizadas duas vezes ao ano, diferentemente da maioria dos vestibulares. Assim, os vestibulandos têm maiores chances de garantir aquela vaga tão sonhada.

A avaliação acontece em dois dias, geralmente no sábado e no domingo. No primeiro dia, exige a redação e questões de Língua Estrangeira, Linguagens e Ciências Sociais. Já no segundo, o estudante realiza um exame de Ciências da Natureza e Matemática.

São diferentes tipos de questões ao longo da prova, podendo ser de marcar alternativas, verdadeiro ou falso, somatória ou dissertativa. Para cada acerto, o vestibulando ganha 2 pontos, enquanto perde 2 pontos para cada erros. Há a possibilidade de deixar a questão em branco no gabarito, evitando a perda na pontuação.

Vestibulares militares

Se você anda pensando em seguir carreira militar, saiba que também é possível alcançar esse objetivo por meio de um curso superior. Eles funcionam em regime de internato e já garantem a oportunidade de uma vaga como servidor público ao final do curso. Outra boa notícia é que o aluno recebe uma remuneração durante todo o período da faculdade.

Para ingressar como oficial das Forças Armadas ou para policiais e bombeiros militares estaduais, existem várias instituições de ensino, cada uma com critérios específicos de idade, escolaridade entre outros quesitos. Os mais conhecidos são os vestibulares para o Instituto Militar de Engenharia (IME) e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

Em todos os casos, o processo seletivo conta com uma etapa teórica e uma avaliação médica bastante rigorosa — sem falar dos testes físico e psicológico. 

Como escolher quais vestibulares fazer?

Diante de tantas provas diferentes, fica difícil escolher qual fazer. Uma coisa é certa: prestar todas elas é quase impossível. Portanto, veja como fazer sua escolha para não se arrepender no final do ano.

Saiba seu curso

Primeiro de tudo, tenha em mente a graduação que você deseja, já que alguns vestibulares são exclusivamente para cursos específicos. Dessa forma, não vá fazer vestibular para Medicina quando você quer, na verdade, cursar Química.

Escolha aqueles vestibulares para faculdades que têm a graduação ideal para você. Porém, caso ainda esteja indeciso diante ao curso, escolha uma prova que englobe uma grande quantidade de universidades, a exemplo do ENEM.

Analise a faculdade

Sabemos que a faculdade é lugar onde você passará grande parte do seu tempo nos próximos anos. Por isso, é de extrema importância analisar para qual(is) faculdade(s) o vestibular oferece vaga.

Julgue desde a estrutura da faculdade até a composição do corpo docente — além de fatores como a cidade em que ela se encontra, as oportunidades de eventos e a qualidade do ensino. Para isso, o ranking do MEC é um bom aliado.

Qual a melhor forma de se preparar para os principais vestibulares do Brasil?

Já escolhidas as provas a serem feitas, é necessário saber como se preparar para elas. Sendo assim, é indicado considerar algumas opções. Uma delas é o cursinho pré-vestibular. Várias instituições oferecem essas aulas — alguns deles são específicos para determinadas universidades ou cursos.

A melhor opção, porém, é dar início a esse processo desde o Ensino Médio. Escolha um colégio que ofereça uma equipe capacitada de professores e um bom histórico de resultados em diferentes vestibulares, não somente no ENEM.

Agora que você conhece os principais vestibulares do Brasil, é só escolher qual será o mais adequado para seu perfil e, é claro, começar os estudos! Temos a certeza de que você vai tirar de letra!

 

Fonte: novosalunos.com.br

Voltar

 

 

Contato

Liceu Paulo Freire
Rua: Curitiba, 269
São Joaquim da Barra
14.600-000

(16) 3818-2733
(16) 99998- 5362 (Ctbc)
(16) 99387-6142 (Claro)

© 2016 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Denise Pinto.